Com abertura com o hino nacional brasileiro e o hino da Internacional Comunista, no dia 29/05, e após um grandioso dia nacional de paralisações contra o PL 4330, o XXX Congresso Estadual dos Petroleiros do Ceará e Piauí (Sindipetro CE/PI) iniciou as propostas dia 30/05. A mesa mediadora foi formada pelos petroleiros Jorge (Offshore), Douglas (TermoCeará), André (Lubnor) e Wagner (Manhattan).

Após a leitura e aprovação do regimento, o coordenador do Sindipetro RN, Dedé Araújo, deu informe sobre regime, turno e um breve histórico das lutas no Rio Grande do Norte. “A Petrobrás já afirmou que não fará a reposição do PIDV (plano de demissão voluntária). Nós vamos enfrentar um Acordo Coletivo com muitas dificuldades e reduções”, disse Dedé. O petroleiro também alertou sobre a base de Fazenda Belém, que chegou a ter 100 trabalhadores, e hoje conta com 25 próprios. “Se não discutirmos a questão do regime lá, ela vai transferir os 25 pra outras bases e deixar lá só terceirizados”, concluiu.

Ainda segundo o coordenador do RN, três pautas devem ser tratadas como principais:

– Fim do regime administrativo no campo, nas bases operacionais e terminais;
– Retirar o ACT do sobreaviso parcial;
– Acordo Coletivo único entre Petrobrás e Transpetro;

Após isso, Victor Madeira do Movimento Luta de Classes e Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal palestrou para os trabalhadores. Confira a palestra completa:

Ao final do evento, foram eleitos os representantes cearenses ao PlenaFUP deste ano, que acontecerá dias 01 a 05, em Guararema (SP): Oriá Fernandes, Emanuel Menezes, Lorena Jales Ribeiro, Gerson Dalto, Wagner Fernandes e Raimundo Orlando (aposentado). E os suplentes: Júlio César Lourenço Linhares, Murilo José Ferreira Nunes, João Bernardino Alves Couto Neto, José Helder Farias Lima, José Jorge Oliveira; Emanuel Santana Da Costa (Lubnor) irá ao PlenaFUP como observador.

BAIXE AQUI A TESE APROVADA;

BAIXE AQUI AS PROPOSTAS APROVADAS;

Moção:

O Sindipetro Ceará/Piauí repudia a ação truculenta da polícia militar, que a mando da Gerência Geral da REDUC (Caxias), agrediu e prendeu o petroleiro Simão Zanardi, presidente do Sindipetro Caxias e diretor da Federação Única dos Petroleiros (FUP) no ato do dia 29 de Maio, em que os trabalhadores se uniram nacionalmente contra o criminoso Projeto de Lei 4330.

Confira as fotos: