Na última terça-feira (09), diretores se reuniram para discutir a conjuntura das manifestações e se organizar para o ato hoje (11).

No Ceará, o Dia Nacional de Luta  começou cedo, quando o presidente do Sindipetro CE/PI, Orismar Holanda, e o vice-presidente, Francisco Sales, começaram a mobilização da categoria em frente ao Portão A da Lubnor, às 7h.

Às 8h, os trabalhadores somaram-se aos companheiros de luta que compõem a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) em frente ao Centro Cultural do BNB, onde seguiram em caminhada até a praça do Ferreira com pedidos aos comerciários do centro que fechassem as lojas e participassem das manifestações.

“A sociedade moderna cobra uma participação ativa nas decisões do país. Os movimentos sindicais e sociais, de uma maneira geral, organizam e orientam suas pautas para que as suas principais bandeiras sejam alcançadas. Deve-se destacar também a importância da unidade de classe para o enfrentamento desses problemas. Todos juntos e com objetivos claros, porque afinal as praças e as ruas pertencem ao povo  e construiremos uma nação forte e soberana”, destacou o secretário-geral do Sindipetro CE/PI, Marcondes Muniz.

A categoria levou os cartazes ” Renda do Petróleo vai muito além dos Royalties”, “Reforma política: Plebiscito já!”, “PL 4330 aumenta a precarização no trabalho”, e “O petróleo tem que ser nosso”; além de dois banners.

Confira as fotos: