FORTALEZA – Dia Nacional de Luta tem Tribuna Livre e panfletagem na Praça do Ferreira

CUT-CE, federações, sindicatos filiados e movimentos sociais se uniram na manhã desta quinta-feira (14/9) para impedir roubo dos direitos trabalhistas e avançar na luta contra retrocessos

Escrito por: CUT-CE – Assessoria de Comunicação

Em todo o Brasil, várias bandeiras de luta são defendidas ao longo das atividades desta quinta-feira (14/9), Dia Nacional de Luta, Protestos e Panfletagens. Entre elas: contra o fim da aposentadoria, pela defesa dos serviços públicos e dos direitos e pela revogação da reforma trabalhista. Em Fortaleza, CUT-CE, sindicatos filiados e movimentos sociais realizaram uma Tribuna Livre e deram seguimento à campanha nacional da CUT, em apoio a um projeto de lei de iniciativa popular que anule os efeitos dessa reforma.

 

Presidente da CUT-CE, Wil Pereira; secretária da Mulher Trabalhadora da CUT-CE, Ozaneide de Paula; e presidenta da Fetamce, Enedina Soares, durante Tribuna Livre hoje (14/9) na Praça do Ferreira  (FOTO: Marcos Adegas/Fetamce)

Presidente da CUT-CE, Wil Pereira; secretária da Mulher Trabalhadora da CUT-CE, Ozaneide de Paula; e presidenta da Fetamce, Enedina Soares, durante Tribuna Livre hoje (14/9) na Praça do Ferreira (FOTO: Marcos Adegas/Fetamce)

“São muitos os embates que estamos enfrentando e ainda vamos enfrentar na luta contra os retrocessos. Mas essa luta só avança. O movimento sindical está unidos aos movimentos sociais na luta contra os retrocessos. Precisamos barrar a Reforma Trabalhista e impedir a votação da Reforma da Previdência”, disse o presidente estadual da CUT, Wil Pereira.

 

Em todo o Brasil, a CUT tem reunido seus sindicatos filiados e, com o apoio de movimentos sociais ligados à Frente Brasil Popular, começou a coleta de assinaturas para o projeto de lei de iniciativa popular que propõe a revogação da Reforma Trabalhista do ilegítimo Michel Temer (PMDB).

 

Durante a Tribuna Livre na Praça do Ferreira, foram lembrados os diversos e graves retrocessos que se deram em tão pouco tempo no pós-golpe. Entre os exemplos citados, estiveram o congelamento de investimentos, a terceirização irrestrita e as privatizações já anunciadas, além de vários outros ataques, inclusive, à soberania nacional.

 

Acesse os materiais da campanha

Clique aqui para acessar os primeiros materiais da campanha, que incluem:

– cartilha com orientações sobre a campanha;

– formulário para coleta de assinaturas;

– banner;

– cartaz.

Os materiais também estão disponíveis no site da CUT e no site da campanha, onde também é possível obter mais informações:

www.cut.org.br

anulareforma.cut.org.br

 

VEJA MAIS FOTOS DA TRIBUNA LIVRE NA PÁGINA DA CUT-CE NO FACEBOOK.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SINDIPETRO-CE/PI

Avenida Francisco Sá, 1823, Jacarecanga - CEP: 60010-450
(85) 3238-6355 / imprensa@sindipetroce-pi.org.br