Ações coletivas e procedimentos administrativos da greve atualizadas no site

Atualmente o Sindipetro CE/PI e sua assessoria jurídica, a PR Assessoria Empresarial, contam com um acervo judicial de DEZESSETE ações coletivas com os mais diversos temas, especialmente voltados para os interesses da categoria, no tocante aos direito trabalhistas e previdenciários.

Clique aqui para ver as Ações Coletivas Atualizadas em 20/11/2015 

Dessas DEZESSETE ações judiciais em trâmite, DEZ delas são frutos da atual diretoria (Transparência e Ação), já tendo uma sentença favorável no caso do Sobreaviso Parcial dos Trabalhadores da Transpetro. Além disso, a atual assessoria jurídica já teve duas ações individuais vitoriosas, das 22 em andamento. Em 18 meses, a Diretoria do Sindipetro CE/PI, na gestão Transparência e Ação, e a PR Assessoria, aumentaram em 270% as demandas em percentual de ações coletivas.

QUATRO PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS RELACIONADOS À GREVE  DE 2015 FORAM INSTAURADOS NO ÂMBITO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO, ATRAVÉS DA ATUAÇÃO DA ASSESSORIA JURÍDICA DO SINDIPETRO:

Esses procedimentos encontram-se na fase inicial, tramitando internamente no MPT, conforme segue abaixo:

1 – 000137.2015.07.003/4 – Biodiesel. Procedimento Administrativo contra Extrapolação de Jornada regular e condições de trabalho desfavoráveis.  Procurador resp: José Parente Vasconcelos.

2 – 001754.2015.07.000/1 – Lubnor – Procedimento Administrativo contra Extrapolação de Jornada regular e condições de trabalho desfavoráveis.  Procurador responsável: Francisca Helena.

3 – 001756.2015.07.000/2 – Transpetro – Procedimento Administrativo contra Extrapolação de Jornada regular e condições de trabalho desfavoráveis.  Procurador resp: Cláudio Alcântara.

4 – 001786.2015.07.000/1 – Plataformas Offshore – Procedimento Administrativo e situações de irregularidades nas Plataformas. Exs: ausência de técnico de segurança próprio nas plataformas PAT3, PXA1 e PCR1; Ausência de equipe de brigada habilitada nas plataformas; Descumprimento da CTS.

Segundo avaliação do jurídico, a melhor orientação é no sentido de que sejam apresentadas as denúncias no âmbito administrativo (MPT) para que haja a devida apuração das irregularidades apontadas, mediante as fiscalizações e posterior aplicação das penalidades cabíveis. Caso não surta nenhuma efeito na via administrativa, a assessoria jurídica do Sindipetro já está analisando a possibilidade de entrar com ação na justiça do trabalho.

 CEGÁS – PLR

Em reunião com o Jurídico, foi decidido que a diretoria do Sindipetro CE/PI buscará, junto a uma comissão de empregados, um diálogo com a diretoria da Cegás a fim de manifestar sua não concordância com as regras da PLR e buscar uma solução.

2 Comentrio para Ações coletivas e procedimentos administrativos da greve atualizadas no site

  1. Edson disse:

    Sugiro que nas página das ações coletivas atualizadas, a sentença seja traduzida do linguajar técnico para o comum afim de entendermos melhor o que esta se passando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SINDIPETRO-CE/PI

Avenida Francisco Sá, 1823, Jacarecanga - CEP: 60010-450
(85) 3238-6355 / imprensa@sindipetroce-pi.org.br