Conselheiro da Petros se reúne com aposentados e trabalhadores da ativa e esclarece momento pré-greve

Orlando Sousa – Especial para o Sindipetro CE/PI

 

O diretor da Federação Única dos Petroleiros e Conselheiro Deliberativo eleito da Petros, Paulo César Martin (PC), ressaltou que a Federação está seguindo as deliberações aprovadas por petroleiros de todo o Brasil no V Plenafup, que é a defesa da Petrobrás e do pré-sal como pontos principais da negociação coletiva. “Diante dos ataques e ameaças de privatização, a defesa do Sistema Petrobrás é prioridade não só dos petroleiros, mas de toda a sociedade brasileira”, afirmou.

PC adiantou que a FUP não irá negociar o acordo na mesa de negociação sem a presença dos representantes das subsidiárias, como quer a Companhia e que a Federação está aberta para negociar o regime de contingência da greve, porém aguarda a mediação do Ministério Público.

[LEIA TAMBÉM:  FUP reúne-se com a Procuradoria do Trabalho para discutir regramento da greve dos petroleiros]

“As assembleias aprovaram a greve e a FUP decidirá o melhor momento para começar, porém não há data definida, pois ela depende de algumas condições, e a primeira delas é estabelecer as equipes de contingência. Sem esse acordo nós não temos como começar a greve. Estamos tentando isso através do Ministério Público, pois a Petrobrás não negocia”, disse o diretor.

“PAUTA ECONÔMICA”

Sobre a pauta coorporativa (conhecida como “pauta econômica”), PC garantiu que a FUP não irá negociar enquanto não resolver a questão do plano de negócios e venda de ativos. “Enquanto a Petrobrás não desistir de vender ativo e reduzir investimentos, nós não vamos conversar sobre ACT”, disse. “Nós decidimos que iremos defender a soberania nacional, a Petrobrás e o Brasil, então vamos lutar pelo atendimento desta pauta e unir outras categorias e os movimentos sociais em torno dessas bandeiras de luta,” ressaltou.

APOSENTADOS

PC participou na manhã da terça-feira, 29/09, de reuniões setoriais com os trabalhadores da Lubnor. À tarde, PC se reuniu com aposentados e pensionistas na sede do Sindipetro CE/PI e falou sobre diversas questões de interesse da categoria a exemplo do benefício farmácia, pagamento dos níveis 2004, 2005 e 2006 e a atual situação dos planos Petros e Petros 2.

PC informou sobre as inúmeras cobranças e a grande pressão feita pela FUP e sindicatos filiados para resolver os problemas de falta de atendimento no Benefício Farmácia, que já prejudicou centenas de aposentados, pensionistas e trabalhadores da ativa. “Conseguimos que a Petrobrás rompesse o contrato com a Global Saúde, mas não estamos satisfeitos com a suspensão temporária do serviço. Defendemos a volta imediata com um contrato “tampão” até que a situação se regularize”. Para o Conselheiro os beneficiários já foram muito prejudicados.

Em relação ao pagamento dos níveis, PC comemorou o fato de o Conselho Deliberativo da Petros ter acatado a sua proposta e reaberto o prazo para adesão ao Acordo Administrativo para o pagamento dos níveis. Este segundo prazo encerra-se hoje,  dia 02 de outubro.

 

Um comentrio para Conselheiro da Petros se reúne com aposentados e trabalhadores da ativa e esclarece momento pré-greve

  1. Eurelio disse:

    Quero registrar que a Fup pensou em fazer um giro e fez um girau se era ruim com a global saúde pior sem ela.!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SINDIPETRO-CE/PI

Avenida Francisco Sá, 1823, Jacarecanga - CEP: 60010-450
(85) 3238-6355 / imprensa@sindipetroce-pi.org.br